Guia de viagem de Ticino, a parte italiana da Suíça

Posted on Posted in Cidades & Entretenimento

A Suíça está localizada bem no coração da Europa, fazendo fronteira com 5 países: Alemanha, Áustria, Liechtensten, França e Itália. Portanto, dependendo da região do país fala-se alemão, francês, italiano ou romanche, uma das 4 línguas oficiais.

Ao sul da Suíça, está o cantão de Ticino, o único dos 26 cantões em que fala-se italiano. Essa região é, então, muitas vezes referenciada como “Suíça italiana”.

Graças ao clima ameno, a vegetação da região contempla palmeiras e outras plantas típicas de cidades mediterrâneas. Uma dica muito útil é o Ticino Ticket: um passe de transporte público que te dá o direito a viajar de graça dentro do cantão durante a sua estadia. Todo mundo que se hospeda em um hotel, hostel ou camping tem direito e basta pedir o seu na recepção do seu hotel. E ainda dá desconto em diversas atrações e montanhas.  Clique aqui e saiba mais.

Neste artigo vamos detalhar quais as cidades mais charmosas de Ticino e muitas dicas do que fazer na Suíça italiana!

Lago Maggiore


Conhecido como Lago Maior, em português, este lago é dividido entre a Itália e a Suíça.  Está a 193 metros acima do nível do mar e é o segundo maior lago da Itália.

Muitos cruzeiros estão disponíveis pelo lago, como o Lago Maggiore Express, uma combinação de trem e barco.

Bellinzona


Com cerca de 18 mil habitantes, Bellinzona é provavelmente a mais italiana de todas as cidades da Suíça! Está estrategicamente posicionada na rota norte-sul da Suíça (Alemanha-Itália), contemplando 3 estradas que cruzam os alpes, conhecidas como passos alpinos: São Gotardo (que também tem túnel), São Bernardino, e Lucomagno (ou Lukmanier).

O grande destaque de Belinzona são seus 3 castelos: Castelgrande, Montebello e Sasso Corbaro – Patrimônios da UNESCO. O castelo mais antigo é o Castelgrande, de onde há uma bela vista sobre o Cidade Velha. Vale a pena conhecer também as praças Piazza Nosetto e Piazza Governo e a igreja Santa Maria delle Grazie, com cenas da vida de Cristo pintadas entre 1945 e 1505.

Site oficial:  http://www.bellinzonaturismo.ch/

Ascona


A pérola da Suíça italiana, Ascona é um lugar luxuoso para ver e ser visto. A cidade tem cerca de 5500 habitantes e é vizinha de Locarno, podendo combinar facilmente as duas em um mesmo dia.

Devido ao clima ameno e vegetação característica, Ascona é destino de férias preferido de muitos suíços. Destaque para a charmosa orla do lago repleta de restaurantes e bares e os passeios de barco pelo lago Maggiore.

Foto: MySwitzerland.com

Dica Swiss 360º: Faça uma visita a vinícola Terreni alla Maggia e conheça os mlehores vinhos de Ascona. O interessante é que a fazenda também produz uísque, arroz e polenta! Muito versátil.

Veja aqui a resenha completa da nossa visita ao Terreno alla Maggia.

A gastronomia em Ascona é um importante tópico e possui renome internacional. Você pode apreciar um dos restaurantes na orla, curtindo também a vista espetacular, ou um dos retaurantes mais famosos, como o Seven.

Locarno


Uma das nossas cidades suíças preferidas 🙂 Locarno é um pouco maior que Ascona, tem ares de cidade de praia e é a cidade suíça com o clima mais ameno, com nada menos que 2300 horas de sol por ano!!!

As principais atrações de Locarno são os cruzeiros no Lago Maggiore, o Castello Visconteo e a Piazza Grande, repleta de bares, restaurantes e comércio, e sede de diversos festivais culturais de música e filme.

O santuário Madonna del Sasso também é um dos destaques da região e um dos destinos religiosos mais procurados.

Madonna del Sasso

Dica Swiss 360º: Monte Cardada/Cimetta. A cereja no bolo é a montanha Cardada, com visual fantástico do lago, dos vales, do santuário Madonna del Sasso.

Leia aqui nossa resenha completa sobre este passeio.

Vale a pena ficar hospedado no H4 Hotel Arcadia, devido a excelente localização e custo benefício.

Site oficial: http://www.ascona-locarno.com/en/

Ilhas Brissago


Uma das rotas de barco do Lago Maggiore te leva até as Ilhas Brissago e é um passeio que recomendamos bastante. Pode ser feito em meio período,

A maior das ilhas contempla um jardim botânico de 2,5 hectares, incluindo cerca de 1.700 espécies de plantas e flores exóticas de quase todas as regiões subtropicais da Ásia, África do Sul, América, Austrália e as ilhas da Oceania. Graças ao clima especial da região, as plantas florescem ao ar livre.

O parque inclui um hotel e restaurante e também é possível realizar eventos/cerimônias de casamento ali.

A ilha menor de Brissago, Isola di Sant’Apollinare, é coberta por vegetação que é mantida em seu estado natural.

 

Lugano


A maior cidade do cantão Ticino tem cerca de 65 mil habitantes. Lugano encontra-se numa baía no lado norte do lago Lugano e fica bem próxima da fronteira com a Itália (26 Km), da cidade de Milão (80Km) e o lago de Como (32 Km).

Uma atração especial para quem gosta de compras é o outlet ‘Fox Town’ que fica na cidade de Mendrisio (19 Km), um dos melhores da Suíça.

O centro histórico da cidade é bem charmoso, livre de carros e com e edifícios em estilo italiano da Lombardia. Outras atrações para conhecer em Lugano são: o Parque Ciani, um dos mais bonitos da Suíça, a catedral de San Lorenzo, do ano 875, a igreja Santa Maria degli Angioli, a rua de compras Via Nassa.

Foto: MySwitzerland.com

Para uma caminhada relaxante vá ao Jardim Belvedere, um passeio marítimo ao longo do lago, entre Lugano e Paradiso,  que abriga 14 esculturas comemorativas. E Lugano ainda possui duas montanhas próximas, o Monte San Salvatore e Monte Brè (925 m)

Swissminiatur: Suíça em miniatura! Uma das melhores atrações para quem vai com crianças. São mais de 120 castelos suíços, igrejas e outros edifícios tudo em tamanho reduzido, 25 vezes menor. Também há mini-trens e mini-lagos. Imperdível.

Site oficial: www.luganoturismo.ch/en

Vale Verzasca


O vale Verzasca contempla diversas cidadezinhas lindas, mas as mais famosas são Sonogno (a última vila do vale, com menos de 100 habitantes) e Lavertezzo, com a famosa Ponti del Salti, uma ponte de arcos duplos. A água do vale é de tom azul turquesa/esmeralda e parecem piscinas naturais na rocha.

Além de se refrescar no vale, a região oferece muitas trilhas de hiking e bike. Para os aventureiros, ali está o bungy-jump do James Bond.

Vale Maggia


O vale Maggia vai do Lago Maggiore (Ascona, Locarno) até aos Alpes. Contempla cerca de 700 quilômetros de trilhas através de bosques selvagens, vales intocados e lagos de montanha.

.

Gastronomia na Suíça italiana


A região possui muita influência do país vizinho, Itália, portanto encontra-se com facilidade massas e pizzas. Um prato típico famoso é a polenta ticinese, uma cozida em fogo ao ar livre ou em uma lareira, acompanhada por outras especialidades locais como queijos alpinos, ‘mortadela’ (salsicha de Bolonha), carne assada e outros.

Outra dica imperdível ara quem visita Ticino é ir a um “Grotto”: restaurantes com gastronomia local situados em um jardim a sombra de àrvores. A sensação é de estar em um verdadeiro oásis.

Visite o site oficial d eturismo de Ticino para mais informações: http://www.ticino.ch/en/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *