Você teria coragem de encarar estes trens cheios de adrenalina na Suíça?

Posted on Posted in Cidades & Entretenimento, Preparativos de Viagem

 Você acha chato viajar de trem? Pois hoje estamos aqui para apresentar 6 ferrovias e passeios cheios de emoção na Suíça e, quem sabe, mudar a sua opinião 🙂

No geral, as viagens de trem pela Suíça são confortáveis, passam por panoramas belíssimos e possuem renome internacional. Mas algumas das ferrovias do país foram customizadas usando sistemas e materiais feitos sob medida para acessar os cantos mais remotos das montanhas e algumas das ferrovias históricas foram cuidadosamente restauradas e modernizadas. Muitas delas agora são cheias de adrenalina e incluem também muita emoção no trajeto.

Então abaixo listamos alguns destes passeios que mais gostamos e que você não deve deixar de incluir na sua viagem a Suíça

Quer saber tudo sobre o Swiss Travel Pass e dicas para viajar na Suíça de transporte público? Clique aqui.

Adrenalina pura neste elevador externo situado na cidade de Bürgenstock, perto de Lucerna. A 152 metros, este é não apenas o mais longo, como também o mais rápido do mundo: o teleférico Hammetschwand.  E como se isso não fosse suficiente, o elevador está a 1’132 m acima do nível do mar! A viagem é completamente segura, claro, mas não é para os fracos de coração.

O elevador já está em funcionamento a mais de 110 anos e se move um pouco mais devagar hoje, levando pouco menos de um minuto. Tenha coragem e aprecie a vista espetacular do panorama do Hammetschwand do topo, onde também há um restaurante e diversas trilhas de hiking/caminhada.

Elevador Hammetschwand

Olhando a foto abaixo assim rapidamente até parece uma montanha russa né? Mas não é! Este é o Gelmerbahn, um funicular do cantão Berna que vai de Haslital até o Grimselpass a 1’859m acima do nível do mar. Inaugurado em 1926, foi originalmente construído para transportar materiais de construção pesados usados para a barragem de Gelmer.

A inclinação chega a 106% sendo a  ferrovia mais íngreme da Europa, e o trajeto é feito nestes vagões abertos! Encarar o medo vale a pena – uma vez no topo, você pode fazer uma caminhada ao redor do lago de cor turquesa ou uma caminhada até a cabana Gelmer passando por outros mirantes espetaculares.

Gelmerbahn – © KWO Monika Flückige

Também no cantão Berna está a mais longa escadaria do mundo e o mais longo funicular da Europa: o Niesenbahn, que aparece mais de uma vez no Guinness World Records. O Niesenbahn vai de Mülenen ao Niesen, uma montanha em forma de pirâmide, acima do lago Thun. As escadas ao lado da pista, com seus 11’674 degraus, estão abertas apenas para a corrida anual de Niesenlauf. Clique no link a seguir para saber mais sobre esta corrida:www.niesenlauf.ch

© Niesenbahn

Um dos passeios mais legais que fizemos na Suíça foi até as Cataratas de Giessbach partindo do Lago Brienz. Na época não sabíamos, mas o funicular mais antigo de 1879 ainda funciona apenas pela gravidade da água, que puxa um carro para baixo enquanto o outro é puxado para cima.

Na época de sua inauguração, foi o primeiro sistema de passes automáticos do mundo, permitindo que ambos os carros fossem operados simultaneamente. Foi premiado com o prêmio de “Historic Mechanical Engineering Landmark” pela American Society of Mechanical Engineers em 2015.

© Grandhotel Giessbach

Quem já assistiu aquele filme do James Bond “A serviço de sua majestade” ? Se ainda não assistiu, corra pra ver. O filme, além de ser MUITO bom, se passa na Suíça e tornou conhecido o teleférico do Monte Schilthorn

Na época da sua construção em 1968, o Schilthornbahn era o maior teleférico da Europa, com 7’000 metros de cabo e 2’103 metros de diferença de altitude. O teleférico leva os visitantes ao topo da montanha onde também está o futurista restaurante giratório  ‘Piz Gloria’, que oferece visão panorâmica de 360º.

Desde o lançamento do filme em 1969, muitos turistas passaram a ter interesse pela região e conhecer a montanha. 

Clique aqui para ler a resenha do filme “007 – A serviço secreto de sua majestade”

© swiss-image.ch – Marcus Gyger

Esta próxima rota é para os apaixonados por história. O Monte Rigi foi escalado a pé por milhares de peregrinos, depois por escritores como Goethe e Mark Twain, e até pela rainha Vitória em 1868 – a cavalo. Até que surgiu o primeiro trem de cremalheira da Suíça em 1871 que vai de Vitznau (beira do Lago Lucerna) até o Rigi.

As máquinas a vapor precisavam de 500 kg de carvão e 2’200 l de água para chegar ao topo. Para respeitar a tradição, as locomotivas a vapour  foram restauradas e os trens antigos ainda operam ao longo da rota original, proporcionando uma experiência incrível.

Quer saber mais sobre as montanhas da Suíça? Clique aqui e planeje sua viagem usando nosso Guia de Montanhas.

© Rigi Bahnen AG 

Qual destas rotas você gostaria de conhecer primeiro?

.

.

.

 

2 thoughts on “Você teria coragem de encarar estes trens cheios de adrenalina na Suíça?

  1. Olá. Meu nome é André e moro em Caxias do Sul – RS.
    Faz tempo que eu gostaria de fazer uma viagem para a Suiça no inverno (dez/2018 por exemplo).
    Minha maior preocupação é em saber se é conveniente em relação a aproveitar a região e a
    dificuldade (não sei se há muita) em relação ao deslocamento.
    Percebi em leituras de sites que há locais que ficam fechados nessa época.
    Seria uma boa época?
    Agradeço se puderem me passar maiores informações.
    Obrigado.

    1. Oi André, tudo bem?
      Dezembro é uma boa época, as cidades ficam lindas com a decoração do Natal mas os preços também sobem em função das férias e alguns hotéis/chalets de montanha aceitam hospedagem mínima de 7 dias por exemplo (entre Natal e Ano Novo). Fevereiro é mais barato e se o propósito é esquiar, é mais garantido que haverá neve nos resorts.
      Em termos de locomoção, recomendo viajar de trem durante o inverno. Você pode usar o Swiss Travel Pass e viajar sem limites pelo país.

      Estes link pode te ajudar mais: http://www.swiss-360.com/blog/qual-melhor-epoca-para-viajar-para-suica/

      Abraços e boa viagem!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *